Imposto de Renda: veja o que acontece se você não declarar

Os contribuintes que não enviarem a declaração do Imposto de Renda (IR) 2019 até o dia 30 de abril terão problemas com a Receita Federal. Esta é uma declaração obrigatória, sob a pena de multa para quem não a faça. Mas atenção, o IR deve ser feita somente por pessoas que atinjam o mínimo de renda anual estipulado (rendimentos tributáveis cuja soma supere R$ 28.559,70, ou rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte com soma superior a R$ 40 mil. No caso de atividade rural, a quantia deve ser maior do que R$ 142.798,50).

LEIA MAIS: Imposto de Renda: MEI precisa declarar?

Caso você atrase a sua declaração de IR, a Receita Federal ainda determina um prazo extra para a entrega. No entanto, estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 reais e máxima de 20% do imposto devido. O contribuinte tem o prazo de 30 dias, a partir da entrega em atraso, para efetuar o pagamento.

Mas se você não enviar nem depois do prazo extra, a situação é mais séria.  Você pode ser processado e investigado por crime de sonegação fiscal e pegar reclusão entre 2 e 5 anos. O Fisco ainda poderá cobrar multa pelo atraso na entrega e o imposto devido acrescido de até 150% com juros Selic.

Além disso, você terá problemas com o seu CPF, no ano seguinte, o status do seu documento junto da Receita Federal constará como ‘PENDENTE DE REGULARIZAÇÃO’, status que indica que há algo de errado com seu CPF e que necessita urgentemente de verificação.

Você também ficará restrito para:

  • Tirar passaporte
  • Prestar concurso público
  • Tirar certidão negativa de venda de imóvel e em alguns casos, pode até prejudicar sua movimentação bancária.

Quer saber se seu CPF está regular? Confira aqui!

Leave a Reply